Entre minha iniciação ao Orixá até os dias de hoje, foi um período de longo aprendizado. Em primeiro instante aceitar,

depois veio a adaptação à filosofia e aos costumes.

 

Hoje eu vejo e entendo esse mundo tão diferente. Hoje eu compreendo etnias, valores e costumes tão diferentes,

unidos à mesma casa, cultuando e professando o Orixá.

 

Como descendente do  Axé Iyá Nassô Oká - a Casa Branca, situado no bairro do Engenho Velho em Salvador - BA,

entendo a importância de honrar e seguir minhas origens, Praticar os ensinamentos passados por ancestrais, através

de uma essência pura e cristalina.